Auto-destruição dos direitos do homem | Self-destruction of human rights

2013; 220 cm x 260 cm

oxidação em chapa de ferro, fios elétricos, motor elétrico e madeira / oxidation in screen printed iron plate, wires, electric motor and wood

“Auto-destruição dos direitos do homem”, é um trabalho composto por uma imagem da primeira Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão de 1789, feita através de um processo de oxidação em chapa de ferro. A chapa está conectada a um circuito elétrico que alimenta um motor que gira um feixe, símbolo de origem etrusca, usado pelo Império Romano, associado ao poder e à autoridade, esse símbolo foi incorporado por diversos movimentos políticos ao longo da historia, como a Revolução Francesa e o Fascismo italiano. Ao girar, o feixe se enrola no próprio fio que alimenta o sistema, até o ponto em que o fio é tensionado e desconecta uma das partes do sistema, causando um curto-circuito.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

“Self-destruction of human rights”, is a work composed of an image of the first Declaration of the Rights of Man and the Citizen of 1789, made through an oxidation process in iron plate. The plate is connected to an electrical circuit that powers an engine that turns a bundle, a symbol of Etruscan origin, used by the Roman Empire, associated with power and authority, this symbol has been incorporated by several political movements throughout history, such as the French Revolution and Italian Fascism. With the rotation movement, the bundle wraps itself in the wire that feeds the system, until the point where the wire is stretched and disconnects one of the parts of the system, causing a short circuit.